segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Olhar de igual para igual...

2 comentários:

vivian disse...

Emocionante. Quem dera que nosso Judiciário pensasse dessa maneira.

Anônimo disse...

Ser criança é ter a idade do presente que tem a idade do instante que passou. Tenho saudade daqueles instantes. Um abraço. LEANDRODERECUFE.